domingo, 2 de janeiro de 2011

Destino: Finlândia

Como primeiro post do ano de 2011, achei interessante relembrar um dos meus melhores momentos de 2010: minha viagem para a Finlândia. Talvez este país nunca tenha estado no roteiro de viagem da maioria de vocês e muitas se perguntem por que danado eu fui logo para um país tão longe e frio. Eu explico, razões não faltam!



O desejo de conhecer a Finlândia não teve nada a ver com a Becky Bloom, com o Mika Hakkinen ou com o Kimi Räikkönen. Meu namorado fez muitas viagens pra lá nesses últimos tempos e me contou muitas histórias, falou de lugares que visitou, de restaurantes e de comidas diferentes que experimentou, da educação das pessoas, do respeito, do frio, da segurança... de uma cultura que é muito diferente da nossa.

Foi por tudo isso que arrumei as malas e viajei quase 10 mil quilômetros. Fui conhecer o lugar mais diferente em que eu já havia estado e, por incrível que pareça, o que eu mais me senti em casa.

Um aviso aos navegantes: este post será longo!

Fonte: TimeAndDate

A Finlândia é um país nórdico, fica no norte da Europa e faz fronteira com a Suécia a oeste, com a Rússia a leste e com a Noruega ao norte. Sua capital é Helsinki, ou Helsínquia, e foi exatamente para lá que fui.

Fonte: Wikipedia


A população da Finlândia está concentrada ao sul do país, e apesar de ser o oitavo maior país da Europa - em termos de área - é o país menos povoado da União Europeia. Cerca de 75% da área terrestre do país estão cobertos por Taiga (ou floresta boreal), com pouca terra arável. Um quarto do território finlandês situa-se a norte do Círculo Polar Ártico, onde é possível experimentar o Sol da meia-noite. No ponto mais setentrional da Finlândia, o Sol não se põe durante 73 dias no verão e não nasce durante 51 dias no inverno.

Eu poderia falar inúmeros detalhes sobre a Finlândia, mas acredito que vocês podem encontrar essas informações e curiosidades aqui na Internet mesmo. Então prefiro contar alguns aspectos observados totalmente sob minha ótica =)
Mais sobre a Finlândia: Wikipedia, Visit Finland e Finland.



É incrível como não existe analfabetismo (33% da população têm grau superior). Apesar de não falar o finlandês (língua oficial junto com o sueco), não senti a menor dificuldade em me comunicar, todos falam inglês, exceto os motoristas de ônibus, que aparentemente entendem, mas não respondem =P Percebi que é comum encontrar vendedoras em lojas que falam mais de 4 línguas. Não se espante se alguma responder em português quando perceber que você é do Brasil.

O respeito com o espaço do outro é algo que a gente não vê por aqui. Você não vai encontrar ninguém falando alto e invadindo seu espaço com um barulho que você não pediu, não será incomodado em uma fila com alguém que insistem em 'colar' em você, nas escadas-rolantes, normalmente o lado esquerdo fica livre para quem tem pressa e resolve subir ou descer andando mesmo... e nada disso significa encontrar pessoas ranzinzas ou mau-humoradas, muito pelo contrário.

Percebi um grande respeito com a natureza, começando pelo incentivo ao uso do transporte público até com as sacolinhas plásticas de lojas e supermercados. Não importa se você comprou um computador caríssimo, se quiser uma sacolinha vai ter que pagar. A maioria das pessoas já possui sua bolsinha de compras ou anda com mochila. Foi um ótimo exemplo pra mim e está nas minhas metas para 2011, então vocês vão me encontrar muito de mochila por aí.

Dentro do tram.

Falando em transporte público, achei o de lá perfeito. Tínhamos um cartão onde colocávamos crédito e que podíamos usar no ônibus, metro ou nos trams, que é tipo um bonde elétrico. As paradas indicam os transportes que passam, a rota, a hora de chegada, tudo muito preciso e pontual. Não senti a mínima necessidade de usar um táxi ou ter um carro. Se você der uma passadinha por lá e precisar pegar um tram e este parar na sua frente e não abrir a porta não se assuste. Existe um botãozinho que você aperta para a porta abrir. Afinal, não é legal, pra quem está lá dentro, ter uma porta abrindo e fechando jogando um vento frio de -15 ºC sem necessidade.

Lá em Helsinki você encontra restaurantes de diferentes países e é uma experiência legal visitar alguns deles. Fui a restaurante Italiano (Don Corleone), Russo (Kasakka), Mexicano (Santa Fé), Nepalês (Mount Everest), típico Finlandês (Zetor e o Salve), Grego (Minos) e por aí vai! Provavelmente você vai encontrar sabores não muito comuns por aqui, como um prato típico finlandês à base de carne de rena. É bom, mas não é uma delíiiiiicia. O sabor da carne de rena é um pouco forte pra mim =P O café da manhã possui algumas coisas bem diferentes das que estamos acostumados como, por exemplo, salmão defumado, sardinha crua, cogumelos, copa e pães integrais de vários tipos.

Prato com carne de rena do Zetor.
Fonte: TripAdvisor

Eu diria que a culinária russa também é um tanto quanto exótica, mas eu achei deliciosa! Essas são algumas fotos dos pratos que pedimos no Kasakka. Recomendo.






Este aqui foi do restaurante nepalês:



Se forem à Finlândia, não deixem de experimentar o Salmiakki. Um confeito de sabor meio salgado, obtido a partir do cloreto de amônio (NH4Cl). A palavra salmiak(ki) vem do latim sal ammoniac que quer dizer "sal de amônia". Além do confeito, o salmiakki também é usado para dar sabor à vodca. Recomendo bastante esta segunda opção. O confeito em si é bem estranho para nós brasileiros... os finlandeses e noruegueses adoram =)
Salmiakki com os amigos Hélio e Vivi.

Se eu pudesse escolher a sensação mais diferente que senti eu diria que foi a de segurança, sem dúvida. Não existe o medo de ser assaltado, furtado, agredido, enganado... e, para mim, essa segurança foi a melhor forma de liberdade que eu já senti.



Não fui a muitos pontos turísticos, não me acabei de comprar e nem bati perna em museus recheados de história. Eu simplesmente fiz exatamente o que mais gosto quando viajo: procuro viver a cultura do local em todos os aspectos. Gosto de entender como as pessoas vivem, como fazem compras, como se divertem em família, o que comem... não viajo para reclamar que as pessoas não agem como nós ou que lá é assim ou assado e não me jogo no primeiro restaurante brasileiro atrás de feijão. Eu mergulho em todas as regras e formas de viver daquela sociedade, procuro saber como me comportar e o que posso ou não fazer. Odeio turista que chega por aí tentando empurrar goela abaixo suas manias e costumes. Talvez por causa disso, eu nunca tenha sido mal tratada ou discriminada em nenhum país que visitei.

Ficar imersa, mesmo que poucos dias, em uma cultura diferente me fez aprender muitas lições e, para mim, é isto que realmente importa =) Para não perder o costume, mais algumas fotos:























Espero que tenham gostado. Beijos!

17 comentários:

  1. a sensação de segurança é, sem dúvida, a melhor das sensações...andar sem medo admirando uma cidade é o máximo!!
    Quanto a ir para a Finlândia, zero preconceito! acho massa sair do circulo dos paises mais comuns!!
    E,depois de ver tuas fotos, certeza que esta na minha lista!! hehhehehe
    beijooo

    ResponderExcluir
  2. [...] This post was mentioned on Twitter by Jinmi Lee, Jinmi Lee. Jinmi Lee said: Finalmente o post saiu! Destino: Finlândia http://www.brebotes.com/?p=1441 [...]

    ResponderExcluir
  3. Não sabia que vc tinha um blog... ainda mais tão legal! Adorei os posts da viagem mas as seções de Comidinhas e Craft me encantaram!!! Enfim... o blog é show de bola! Vou virar seguidora fiel!!! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ahhh que legalll!!!
    deve ter sido muito boa a viagem!
    :D
    eu tenho vontade de fazer umas viagens assim
    e concerteza eu nunca tinha pensando em filândia!
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Que legal essas dicas de viagem!!
    Adorei, as fotos estão lindas..
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que post massaaaaa!!!
    Adorei tudoooo - e muito mais ainda a patinação.
    Quanta coisa linda, quanto lugar maravilhoso. E as comidinhas?!
    Tenho certeza que foi uma viagem inesquecível.
    Parabéns!!
    Beeeijos

    ResponderExcluir
  7. Que post massa! Praticamente viajei tbm olhando as fotos e lendo o teu texto, acho super legal posts de viagem pq dá pra conhecer um pouquinho dos lugares que a pessoa visitou tbm! Fiquei com água na boca com as fotos das comidinhas! hahahaha

    ResponderExcluir
  8. Lindas as fotos e o teu post! =)
    Opinião bem pessoal, a Finlândia não me apetece! Fiquei tãaao deprimida quando estive lá no inverno... Tenho que voltar no verão pra poder conhecer o outro lado da força!
    Mas tem 3 coisinhas que eu amo da Finlândia: MARIMEKKO, Chocolate FAZER e a banda Husky Rescue.
    Beijocas!

    ResponderExcluir
  9. [...] fechar (finalmente!) os posts sobre minha viagem para a Finlândia, deixo vocês com uma dica: não percam a oportunidade de conhecer [...]

    ResponderExcluir
  10. olha, um dos meus grandes sonhos é conhecer a Finlândia! sou louca pela música produzida lá e pelas bandas também. tava procurando coisas sobre a Finlândia e achei teu site. muuuito massa!! e meu sonho é um dia morar lá!
    bjus

    ResponderExcluir
  11. Adorei seu Blog. Concerteza a Finlândia será uma das minhas metas de viagens...

    Deus abençoe!

    ResponderExcluir
  12. Oi Raiana,

    Obrigada pelo carinho ;)

    Bjocas!!!

    ResponderExcluir
  13. aiii que show... eu tenho muita vontade de conhecer a Finlândia,Bruxelas e a Polônia, o engraçado é que enquanto todos querem ir a Londres, Paris e Nova York principalmente, eu quero conhecer primeiro os tres primeiros países que citei. Que bom que eles falam inglês, porque assim não terei tanta dificuldade, em pensar que eu comecei a fazer aulas pela internet da língua finlandesa(fala serio!) ... eu pretendo fazer uma viagem bem legal pro final do ano de 2012, a meta é conhecer a Finlândia se possivel primeiramente, você pode me passar um email me dizendo quanto em dólar você gastou para essa viagem e quanto tempo ficou? obrigada. Meu email: mikaela.celestino@uol.com.br , fico no aguardo.

    ResponderExcluir
  14. estava procurando algo sobre a Finlandia e achei seu blog. Muito legal,parabens!

    ResponderExcluir
  15. [...] pela primeira vez na minha viagem pra Finlândia (contei aqui) e desde então acreditei que seria só uma lembrança. Quando vi a receita no Pitadinha não [...]

    ResponderExcluir
  16. Olá. Estava procurando no Google informações sobre a Finlândia e acidentalmente me deparei com o seu blog, que, por sinal, me agradou bastante.
    Visitar a Finlândia sempre foi um desejo meu. Acho que mais do que isso: já é um sonho antigo me mudar para um país como esse. E você não tem nem ideia do alívio que me deu quando você disse que praticamente todos no país falam inglês.
    Eu tenho apenas 16 anos, e você sabe como é essa idade. Muitos sonhos, mas poucos planos concretos. E seria tudo pra mim, ainda mais agora, após ler sobre todas as maravilhas desse país (não em relação a pontos turísticos, mas em relação à cultura, política, educação...), fazer desse sonho um plano, e então, fazer desse plano uma realidade.
    Gostaria de receber informações sobre gastos da sua viagem, para programações futuras, e também se houver alguma informação a mais que você queira compartilhar comigo, seria muito grata.
    Mais uma vez, parabenizo seu blog, e agradeço por toda a informação disponível aqui.
    Laura

    ResponderExcluir
  17. adorei seu blog....também quero muito conhecer a Finlândia.....não me pergunte porque......mande mais noticias se você já foi de novo...

    ResponderExcluir